RECONSTRUÇÃO DA MAMA

O que é Reconstrução Mamária

Uma das principais preocupações para mulheres que enfrentam o câncer de mama é perder um ou ambos os seios. É uma questão de vaidade e muitas se sentem inibidas ou menos femininas quando precisam retirar o busto. Contudo, existe uma alternativa: a cirurgia de reconstrução mamária promete devolver o volume original e renovar a autoestima.

Na reconstrução parcial, em que as pacientes são submetidas a quadrantectomia, o maior avanço nos últimos anos foi a cirurgia oncoplástica mamária, combinação de técnicas de mamoplastia com técnicas oncológicas. Já nas mastectomias, além das próteses mamárias, que têm sido cada vez mais empregadas na reconstrução imediata, existem as técnicas de lipoenxertia, que têm melhorado os resultados em situações que, no passado, pareciam insolúveis.

Todas as técnicas de reconstrução de mama – total ou parcial -, com uso de próteses ou não, beneficiam a mulher. A prótese não causa nenhum problema de saúde e a intenção é que as pacientes sintam-se bonitas e de bem com sua imagem, e percebam que podem seguir a vida com naturalidade após o fim do tratamento.

O tratamento do câncer de mama é bastante individualizado e cada caso pode ter uma abordagem completamente diferente do outro. Em linhas gerais, os principais tratamentos são: Cirurgia da mama (mastectomia ou conservadora) quase sempre indicada, a técnica e a extensão da cirurgia vão depender do tamanho do tumor, de sua localização na mama, do tamanho da mama e do estágio da doença:

O equilíbrio corporal é a melhor forma de recuperação e resultados.